sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Ao meu amor...


Temos um tempo breve para amar
e todos os dias, à mesma hora,
é o deflagrar dos corpos à distância.


Queria que ficasses
naquele olhar
a caminho da curva 
do meu ombro.
Eduardo Pitta