quinta-feira, 9 de julho de 2015

Suspensa (fora do Tempo)


No desacerto do compasso das horas,
escorre o tempo que me arvora,
marca, reprime, sangra.
Como cinta que suporta a roda,
taça oca, vazia de nada
à deriva na cósmica poeira.
Suspensa...