sexta-feira, 10 de julho de 2015

Estar à altura


 
Hoje deram-me licença para voar.
Tenho poucas horas de voo, mal sei ainda abrir as asas.
Mas já decidi... vou pousar em cada nuvem, devagarinho, para ganhar fôlego e alisar as penas que se possam eriçar com o vento e sorver do ar a força
para abraçar o horizonte.  
Voarei depois até ao arco-íris...