quarta-feira, 29 de abril de 2015

Partilhar



 
 



Partilhar

como se tudo fosse de todos

e todos não fossem de ninguém

onde as possessões não fossem direitos

e os deveres fossem apenas vontades