sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Peço-te um beijo


Peço-te um beijo.
Mordes o pescoço que te estendo.
Bafejas com hálito de almíscar feromonas de desejo.
Em cada poro respiro ânsias de querer teu corpo
e em pelourinho armado, tomar-te de açoites mansos.
Ai meu amor: o que leva tuas mãos, tua boca, teus olhos...
um mar revolto e denso que,  nem eu,  sei como navegar!