segunda-feira, 24 de março de 2014

Linha de horizonte


Há linhas que separam
o bem do mal,
o amor do ódio,
a sanidade da loucura. 
Há linhas que delimitam o espaço, a vontade, até os limites.
E depois há a linha da vida,
que pode ser longa, contínua, forte ou ténue ou até 
interrompida
As intermitências é que são terríveis...