quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Ondas


Nas ondas do meu cabelo cavalgamos, amor,
em vagas de paixão e marés de espanto.
Espraiamo-nos na espuma da areia que nos acolhe
e o sol nos lambe a pele.
O tempo pára e os nossos corpos são con(m)sentidos.