quinta-feira, 28 de julho de 2016

Mariposas



Na enseada dos teus braços,
mar sereno e tranquilo,
mergulho o coração ao peito
e afogo as mariposas que não sabem voar.