segunda-feira, 11 de julho de 2016

Procela


espero-te
no horizonte das palavras
e no limiar do sorriso
espero-te
na veleidade de remar marés
 contra ciclos lunares
espero-te
ainda que o verbo seja o principio
 a esmo, a eito, fuga, ermo,

espero-te

...no fim e
 ...ao cabo das nossas tormentas



Imagem: "la tormenta en el mar de Galilea" de Rembrandt. "